Luciana Diniz é vice no GP Rolex no CHIO Aachen e belga Gregory Whathelet, campeão: assista

Fechando o secular CHIO Aachen na Alemanha, competição anual que nasceu em 1898, o GP Rolex, a 1.60 metro, com armação de Frank Rothenberger, foi a grande atração no estádio principal com cerca de 40 mil espectadores no domingo, 23/7. Quarenta conjuntos largaram no GP sob dois percursos distintos e, dessa vez, quatro com duplo zero habilitaram-se ao desempate: o holandês Marc Houtzager com Calimero, a amazona paulista que defende Portugal Luciana Diniz com Fit For Fun, o belga Gregory Wathelet apresentando Coree e norte-americana Laura Kraut montando Zeremonie.

Marc e Calimero abriram o desempate e sem arriscar muito garantiram mais um percurso sem faltas em 53s66. Depois Luciana e seu Fit for Fun entraram no estádio principal com rédeas soltas. “Esse é o momento que buscamos calma e força”, viria a explicar a amazona olímpica Luciana, 46, ao final da competição. Uma vez meio a pista, Luciana retomou as rédeas e sua égua carinhosamente apelidada de Fitty, uma hannoverana de 13 anos, apontou as orelhas para frente e parecia ter ganho asas. Um pequeno escorregão na curva para o oxer da Mercedes Benz já ao final do percurso assustou o público, mas o conjunto seguiu em frente e fechou sem faltas na ótima marca de 47s40.

Luciana e sua Fitty dando show no CHIO Aachen 2017; img: Merrick Haydon

Gregory saiba: era tudo ou nada e com seu Coreee, uma égua westfalen de 11 anos, e sem faltas parou o cronômetro em 46s60. “Aqui em Aachen não é suficiente dar 100%, aqui precisa de 500%. Quando a Coree está como hoje, ela pode tudo. A cada rodada ganhou mais confiança”, comemorou o campeão. Laura e Zeremoni, último conjunto em pista, fecharam com derrube, em 48s01.

Com Corre, Gregory realizou o sonho de vencer o GP Rolex em Aachen

Com a conquista, Gregory é o próximo candidato ao Rolex Grand Slam que é disputado em Aachen, Genebra, Spruce Meadows, em Calgary no Canadá, e Den Bosh, na Holanda. O cavaleiro que vencer três GPs em sequência fica com o título e com um prêmio adicional em dinheiro, no valor de 1 milhão de euros. Em 11/12/2016, o brasileiro Pedro com Quabri de I´Isle foi o campeão do GP de Genebra e estava sendo muito aguardado em Aachen. Mas Quabri não se apresentou bem nas qualificativas no GP e depois viria a ser constatada uma pequena infecção nos posteriores, que deve ser curada em duas semanas.

Gregory preferiu não fazer prognóstico sobre o Rolex Grand Slam. “Agora quero aproveitar a conquista e comemorar com minha equipe. Para mim, um sonho se tornou realidade e agora tenho a honra de constar no hall dos campeões do GP. Devo isso a minha equipe e, é claro, a fantástica égua.” O GP Rolex, em Spruce Meadows no Canadá, será em 10 de setembro, dia em que Wathelet completa 37 anos.

Assista o desempate de Luciana Diniz (vídeo CHIO Aachen)

 

SHP com as fontes: CHIO Aachen e Rolex Revolution Sports

carolaLuciana Diniz é vice no GP Rolex no CHIO Aachen e belga Gregory Whathelet, campeão: assista