Felipe Amaral é bicampeão brasileiro senior top, Zé Reynoso, 4º e Marquinhos Ribeiro, 5º

No início da tarde desse sábado, 5/8, o GP Final do Campeonato Brasileiro Senior Top – categoria de rendimento máximo – movimentou a Sociedade Hípica Paranaense. Com armação do course-designer olímpico brasileiro Guilherme Jorge, 16 conjuntos top do Brasil largaram na primeira passagem a 1.50/1.55 metro, dos quais 12 retornaram a 2ª e decisiva volta. Sagrou-se campeão o jovem talento Felipe Amaral, cavaleiro reserva na Rio 2016, que montando Premiere Carthoes BZ, por São Paulo, foi único a fechar os quatro percursos do campeonato com zero pontoa perdidos.

Felipe Amaral com Carthoes BZ salta para a vitória no Brasileiro Senior Top 2017

Para Felipe, 26, a vitória foi mais que especial. “É uma emoção muito grande vencer o Campeonato Brasileiro pela segunda vez ainda mais com o mesmo cavalo”, contou Felipe. “Em 2013 quando ganhamos pela primeira vez, o Carthoes BZ tinha 9 anos e eu estava começando a montar ele. Devo essa conquista a toda minha equipe que sempre trabalha duro para que os resultados aconteçam”, destacou o bicampeão. “Agora vamos saltar os Internacionais do Clube Hípico de Santo Amaro e Indoor na Hípica Paulista, ambos em setembro. No final do ano, estou planejando uma temporada na Europa.”

Também com excelente atuação o vice campeonato ficou com Artemus de Almeida com Cassilano JMen, dupla que perdeu apenas 1 ponto na 1ª prova do GP. Enquanto o 3º posto coube ao carioca Victor Mariano Luminatti apresentando Homer van de Barbelus ML, vencedor da prova final com dois zeros ao lado do campeão Felipe, fechando o campeonato com 6 pontos perdidos (pp) da primeira prova.

Completaram o placar da 4ª à 6ª colocação Jozé Roberto Reynoso Fernandez Filho, bicampeão brasileiro senior top 2015/2016, 9 pp, seguido por Marcos Antonio da Costa Ribeiro Jr com Princess de Revel, 16pp, ambos sócios da SHP, e o carioca Tiago Mesquita com Baptista, também com 16 pp.

Zé Reynoso e Marquinhos Ribeiro, sócios da SHP, no pódio do Brasileiro Senior Top

 

Novo ciclo olímpico

O Brasileiro Senior Top também é válido pela 4ª de 8 Etapas do Ranking Brasileiro Senior Top. Para a Confederação Brasileira de Hipismo, agora com Ronaldo Bittencourt Filho na presidência, o ano de 2017 marca o início de um novo ciclo olímpico em que o Brasil vem garantindo importantes conquistas. Há uma semana, em 28/7, a equipe brasileira obteve uma inédita vitória no CSIO de Hickstead, mais tradicional concurso de hipismo na Inglaterra.

Além dessa importante conquista, cavaleiros brasileiros também venceram importantes GPs de nível 5* como o de La Baule, com Pedro Veniss, Versailles, com Pedro Muylaert, e Yuri Mansur,no GP de Hickstead. Em 2018, o grande desafio são os Jogos Equestres Mundiais 2018, entre 10 e 23/9, em Tryon (EUA).

Os campeões do Brasileiro Senior Top com Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH

“Estamos sempre observando os cavaleiros Europa, mas o Campeonato Brasileiro Senior e demais etapas do ranking da categoria, também são base para formação das nossas equipes nos próximos eventos internacionais como o Odesur, Mundial, ambos em 2018, Pan-americano 2019, entre outras competições.”

“Aproveito para agradecer o empenho do Marcelo Messias, presidente da Federação Paranaense de Hipismo, e Marcelo Mocellin, presidente da Sociedade Hípica Paranaense, em prol da realização do Campeonato Brasileiro e outros eventos sempre bem sucedidos aqui no Paraná.”

 

Etapas do Ranking Brasileiro Senior Top 2017

CSI-W*** Cidade de Porto Alegre – The Best Jump – 04 a 07 de maio
CSI-W** Cidade de Curitiba – 11 a 14 de maio
CSN Copa São Paulo – 01 a 04 de junho
CBS – Campeonato Brasileiro Sênior Top – 03 a 06 de agosto
CSI-W** Aniversário do Clube Hípico de Santo Amaro – 06 a 10 de setembro
CSI-W** Indoor – Sociedade Hípica Paulista – 20 a 24 de setembro
CSN Agromen – Orlândia – 11 a 15 de outubro
CSN Top Rider – 07 a 10 de dezembro (local a definir)

 

Fonte: CBH ; fotos: Grace Cambraia e cedidas

 

carolaFelipe Amaral é bicampeão brasileiro senior top, Zé Reynoso, 4º e Marquinhos Ribeiro, 5º