Carolina Chade conquista prata no Brasileiro Pré-junior e Maithe Marino é bronze na categoria Mirim

No sábado, 22/7, as primeiras duas finais individuais do Campeonato Brasileiro da Juventude agitaram a Sociedade Hípica Portoalegrense na categoria Pré-junior (14 a 16 anos) e Mirim (12 a 14 anos). A prova final da categoria Pré-junior, a 1.35 metro, teve quatro vencedores com duplo zero na prova final e todos subiram ao pódio. Sagrou-se campeã a amazona paulista Lys Katherine Park Kang com sua Macarena Tok que fechou o campeonato com apenas 6,06 pontos perdidos (trazidos da 1ª e 2ª parcial).

Já o vice-campeonato brasileiro Pré-junior foi para a amazona da Hípica Paulista Carolina de Souza Chade, a Cacá, de 15 anos, montando Flying High das Umburanas, também com menos de duas faltas, 7,30 pp. Flying das Umburanas, de 9 anos, foi cedido pelo medalhista olímpico Doda Miranda às vésperas da competição.

Cacá e Flying High das Umburanas voando na Sociedade Hípica Portoalegrense

Cacá treina com Marcos Ribeiro Junior e no campeonato também contou com as dicas de Doda. Entre as conquistas de Cacá estão a medalha de prata individual no Sul Americano e bronze por equipes no sul Americano de Mirins 2016 e o título de campeã brasileira mini mirim 2014. A habitual montaria de Cacá passou por uma cirurgia de castração e Doda se prontificou a emprestar Flying High das Umburanas, sua montaria desde o início de 2017. Cacá fez apenas dois treinos com o cavalo antes da competição. “Foi um desafio enorme. Mas tanto o Marquinhos como Doda acreditaram e passaram muita confiança para ela”, conta Suzy Forrest, mãe da amazona.

Cacá e Gibinha, tratador de Flying High comemoram a conquista; img: Gabriela Lutz

A top gaúcha Laura Bosquirolli Tigre, campeã sul americana Pré-junior 2016 e campeã sul americana Mirim 2015, montando Cher da Boa Vista arrematou a medalha de bronze, 8,86 pp. Todos os três primeiros colocados estão automaticamente classificados para o Sul Americano da Juventude 2017.

Comemoração no pódio da categoria Pré-junior

Na categoria Mirim, a 1,25 metro foram dois os jovens talentos que chegaram ao final da terceira e última prova totalizando cinco percursos sem faltas levando a decisão ao desempate. Com mais um percurso limpo, em 33s23, Rafaela e sua Madame Lili conquistaram o título brasileiro e a vaga no time do Brasil no Sul Americano da Juventude. Rafaela, 13, vem colecionando importantes conquistas e treina na Hípica Jundiai com Nicolas de Zavalia.

Também com uma excelente performance sem faltas no desempate, em 35,03, Marco Antonio Ferreira Filho com Holandesa T faturou o vice-campeonato, por São Paulo. A decisão do bronze também teve o desempate entre dois conjuntos com apenas uma falta na soma das três provas. Com pista limpa em Maithe Carolina de Lima Marino, amazona sócia da SHP e que treina no Centro Hípico GV, apresentando Donadoni BH, conjunto recém formado, garantiu o bronze com percurso limpo, em 34s78.

Maithe em ação com Donadoni BH

Vencedores do Brasileiro de Mirins devidamente premiados

As decisões individuais das categorias Junior e Young Riders rolam nesse domingo, 23/7.

Disputa fechou as seletivas do Sul Americano da Juventude 2017

O Campeonato Brasileiro define os Times Brasil no Sul Americano da Juventude 2017, entre 2 e 8/10, na Argentina. Cavaleiros e amazonas das categorias Mirim, Pré-junior e Junior cumpriram a 1ª fase de seletivas do Sul Americano e agora no Brasileiro aconteceu a 2ª fase. Basicamente o critério de seleção para formação das equipes funciona da seguinte forma: campeão, vice e 3º lugar de cada categoria no Brasileiro, campeão, vice e 3º lugar da soma das seletivas da 1ª e 2ª fase e outras quatro vagas ficam a critério da comissão técnica. Todos postulantes a uma vaga na equipe brasileira precisam necessariamente ter disputado 2 das três seletivas da 1ª fase e o Campeonato Brasileiro. Para os Young Riders foi necessária somente a participação no Brasileiro.

carolaCarolina Chade conquista prata no Brasileiro Pré-junior e Maithe Marino é bronze na categoria Mirim